O tempo ensina. Não cura.



Têm muitas coisas na nossa vida, muitas experiências que temos que aprender na pancada, na marra, porque geralmente não ouvimos a nossa consciência, conselhos de pessoas queridas e insistimos em coisas que realmente não eram para ter tanta prioridade na nossa vida. É uma decepção quando percebemos que erramos, que fomos trouxas, que fomos marionetes pelo egoísmo alheio. Mas é isso, a vida é assim. Perdemos ali, ganhamos aqui e quando menos percebemos a vida se recicla.O tempo não pára (já dizia o poeta).

Andei pensando em muitas coisas antigas e recentes que me fizeram perceber o quanto a vida é irônica e nos faz entender o que já deveríamos aprender faz tempo: Ninguém vai querer o melhor para você a não ser você mesmo (salvo seus pais, alguns, porque tem pais por aí que vamos combinar).

Pois é, quando fazemos um balanço das nossas vidas – isso geralmente acontece no final do ano – sempre pensamos muito no que deu errado, talvez seja para nunca mais cometermos os mesmos erros e é desta reflexão que eu cheguei à seguinte conclusão: O tempo ensina, mas não cura.

Já estamos calejados em certas situações, já aprendemos tudo o que não podemos, não devemos ou não merecemos fazer. Mas as feridas estão lá, cada uma em cada lugarzinho dentro da gente. O tempo ensinou, mas não curou. Talvez seja para nunca esquecermos onde dói e não arrumarmos outra ferida para a alma.

Já sabemos onde dói, como dói e que certas feridas da alma não curam. Então por que ainda insistimos em transferir as nossas feridas para a alma do outro?
9 Responses
  1. Nii Says:
    Este comentário foi removido pelo autor.

  2. Nii Says:

    'Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma. Até quando o corpo pede um pouco mais de alma... A vida não pára.'
    [Lenine]

    e já citou Martha Medeiros que o tempo não cura nada, ele só tira o incurável do foco da atenção. E percebi que é assim mesmo sabe... pode ser forte a palavra incurável, mas as feridas na alma são assim. Que bom que o tempo passa. Que bom que certas dores viram poesias como as que encontro aqui.

    beijos
    Nii


  3. Ju Fuzetto Says:

    Postagem maravilhosa Ju...

    "O tempo ensina mas não cura"
    Realmente disse tudo... as nossas dores são apenas amenizadas, nunca esquecemos definitivamente um erro!

    Beijos


  4. Acho uma certa sandice alguém pensa quer, o tempo pode curar algo. Ele mostra cm poderíamos ter feito, mas nunca irá curar uma do que, talvez, pode ser marcante e fatal.

    Ma, pra quem não sabe o que é estar curado, acha até que o tempo fez de tudo que poderia fazer. ;)

    _________

    Fico bastante lisonjeado pelos com os seus comentários. Muito obg.


  5. Juliana Dias Says:

    Não cura mesmo...Já dizia o poeta, já dizia M. Medeiros. E viva a vida!

    Obrigada à todos pelos comentários e emails.


  6. Dê Sousa Says:

    ADorei o texto, adoro vir aqui todo dia e ler um pouco de vc, gosto muito das suas palavras.


  7. Rodrigo Says:

    Olá amiga. Gosto muito dos textos, vc é dez! Com certeza o tempo é o senhor da razão, mas não o médico que cura tudo.

    bjs


  8. Daniel Hansen Says:

    Oi Ju. Queridona, faz tempo q não passo por aqui e simplesmente estou amando tudo. Muito muito muito bom, voltarei mais vezes.


  9. Rafa Moraes Says:

    Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiii...........