Esconderijo


Há dias que você deseja somente o seu esconderijo. Passar-se despercebida, olhos baixos, sem encarar ou ser encarada. Se esconder não é fugir. Esconder-se é guardar-se dos males que nos rodeiam. Até os ursos hibernam, voltam fortes e descansados. Então vou me esconder, vou me guardar. Atrás do meu MP4, do silêncio do meu quarto, dentro de um livro, na imensidão de um filme romântico. Vou me esconder nas minhas leituras, nos meus afazeres pessoais, na minha rotina diária. Vou viajar nos meus pensamentos, nas minhas teorias de vida, decidir para onde vou. Vou me mostrar, vou levantar os olhos, vou encarar: a vida, o amor, a decepção. Vou atrás do que ainda não tenho, do que ainda não conquistei. Quando sentir vazio de novo, vou me esconder, vou hibernar. Vou me curar, vou me cuidar.
5 Responses
  1. Pérola Says:

    Lindo texto, Ju!
    mas dá pra vc se mostrar para mim, sua sumida? rsrsrs
    beijão maluca


  2. Gigio Amaral Says:

    Outro dia tava falando de vc, de como vc é surpreendente... Qdo escrever o seu livro, seja de romance, de terror ou auto ajuda (o que acho q é a tua linha, kkkkk) vou na noite de autógrafos...kkkkkkkkkkkk
    beijo amiga.


  3. RODRIGO Says:

    Eu tinha uma outra visão da palavra esconderijo, até ler seu texto. Adorei.


  4. Rafa Moraes Says:

    Será q eu to na minha versão ursa? to tão escondidinha...kkkkkk


  5. Thee Says:

    Olá Juliana! Adorei o seu blog!
    Postagens maravilhosas!
    Gostei muito do "Esconderijo", afinal, todos nós sempre acabamos nos refugiando de tudo...
    Parabéns pelo blog! :)