Eu te amo. Sempre amarei.


Pai hoje te achei meio distante. Fazia uma semana que não te via. Te achei calado, quieto. Até foi dormir cedo! (logo no penúltimo capítulo da novela que você acompanhou durante seis meses). Fiquei preocupada, me bateu uma vontade de ir no seu quarto e perguntar o que houve, mas não quis incomodar. Estou aqui em casa e fiquei pensando se algo aconteceu à você ou se era apenas um mau humor passageiro. Logo você tão neutro, correto e centrado, parece nunca deixar-se abalar. São exatamente 1:27 da madrugada e estou pedindo muito que pela manhã você esteja melhor.


Essa preocupação com você me trouxe lembranças de um passado nosso. Só nosso! Não sei se você lembra mas já fui o “seu sangue puro”- e somente nós dois sabemos o que significa esta frase - já fui o seu "xodó", sua “filhota”. Eu tenho plena lembrança que eu e você éramos inseparáveis, que eu te achava o homem mais alto do mundo e mais forte também.


Lembro de quando eu ia no seu trabalho, quando você comprou aquele carro vermelho e me levava para passear. Lembro que qualquer palavra dura sua, me fazia chorar tanto que parecia que o mundo iria acabar. Ah lembro também que uma vez você foi me buscar no colégio e você ficou me olhando pela brecha da janela, eu vi pai, mas fingi que não estava vendo você só para te ver rindo e dizendo "surpresa!" E lembro que você me levou de bicicleta naquele dia até em casa e descobri que era a sua folga. Fiquei a maior parte do tempo jogando o “jogo das palavras” e você me deixava ganhar sempre.


Lembro que éramos tão grudados e que quando você ia cortar o cabelo eu sempre ia com você e acabava com um corte de cabelo parecido com o seu (se contar ninguém acredita), minha mãe ficava louca da vida!


Na minha adolescência você me proibia de falar com os meninos, era engraçado porque você nunca me explicava o porquê do não. Até que você desistiu porque viu que em amizades não se pode mandar, (também foi ter uma filha que adorava jogar vôlei e naquela época poucas meninas gostavam).


Lembro da copa do mundo de 94 quando assistimos TODOS os jogos juntos e ficávamos nervosos com cada jogo do Brasil. Lembro que não tinha CD ainda, que não tinha essa mordomia de baixar músicas pela internet e aos sábados, ficávamos o dia em frente ao som com a fita cassete preparada para gravar as músicas que gostávamos. Era tão bom...


Essa nossa cumplicidade me faz falta. Sinto saudades. Eu sei que eu errei, te magoei e foram essas mágoas que distanciaram você de mim. Você se retraiu, talvez para não me magoar com palavras, você preferiu se calar. Lembro de uma vez que você me disse, depois de umas brigas, que não conseguia mais me olhar nos olhos como antes. E isso já faz tempo.


Faz tempo também que não consigo olhar nos teus olhos e dizer que eu te amo, que te admiro e que sinto falta de ser o seu “sangue puro”. Mas sei que a nossa “distância” é somente física, sei que estamos ligados e que nos amamos, mesmo que não expressemos mais com palavras.Os últimos acontecimentos foram duros, mas ainda assim, você me mostrou ser equilibrado e provar que vai estar do meu lado para o que der e vier.


Eu sei que você nem vai ler isso, até porque suas páginas preferidas na internet são as de esporte. Esporte que hoje são nossas conversas, uma brecha que achei para ficar mais perto de você. Talvez por isso que leia tanto sobre futebol e decore os nomes dos jogadores, só para ter o que falar com você.


Quero te agradecer por tudo, por ainda investir em mim, nunca desistir de me ajudar e por me ligar para o celular só para saber se eu almocei. Você significa muito para mim, muito mesmo.


E se um dia eu for a metade para a Julinha do que você é para mim, eu já me sentirei realizada. Será que um dia ela vai perder uma noite de sono preocupada comigo só porque fui dormir cedo? Nem precisa disso. Se algo aprendi verdadeiramente com você, foi a capacidade única de nunca esperar nada em troca. Eu te amo Pai. Sempre amarei.
5 Responses
  1. Olá. Boa tarde. Tudo bem ?

    Obg pelo comentário e visita em meu blog...

    Palavras de amor sempre emocionam aqueles que são capazes de senti-lo. Concordas?

    Estou seguindo o seu blog, e irei adicionar o seu blog a lista de blogs que recomendo. Se importa?

    Abraços... aguardo novamente a sua vista . =)


  2. Anônimo Says:

    lindas palavras!


  3. Rafaela Says:

    Amiga, seu pai te ama e sempre amará tb. é impossível não te amar...bjs


  4. JOANA MARANHÃO Says:

    q LINDO texto amiga, sorte do seu pai ter uma filha como vc...


  5. que declaração de amor filial linda. Feliz de um pai que pode receber tal grau de atenção e carinho. Logo hoje que a declaração de amor filial está tão banalizada.
    Parabéns para o seu pai!