Meio fio




Equilibrando para não cair. Juntando os pedacinhos. Com calma e serenidade. Mantendo o equilíbrio porque nesse mundo de gente "coerente" e "cheia de si", a necessidade de parecer uma lady - quando tudo está desmoronando- é essencial .

Mantenha a calma, não desça do salto e seja dissimulada ao ponto de não mostrar a ninguém suas fraquezas de mulher autossuficiente e independente. Ora bolas! Você já passou dos trinta precisa demonstrar o mínimo de maturidade em diversas situações. Dê exemplos.

Que se dane.

Eu só quero o meu cantinho no lado direito da cama. E quero ouvir as minhas músicas em um loop eterno até adormecer e esquecer que o dia foi cheio demais para sonhar. Eu queria um lugar nesse mundo em que eu não ouvisse a frase de “você se expõe demais”. Quem diz que eu me exponho demais nem imagina que eu tenho o meu lado predileto no sofá e desligo todos os telefones. Tento me esconder quando esse mundo resolve triturar o meu coração.


Eu quero alguém para dizer “que tudo bem você ser assim engraçada num dia e mal-humorada no outro”. E “que tudo bem que você não teve tempo de ser a mulher mais admirável do mundo”.


E que tudo bem, apenas.

4 Responses
  1. Pérola Says:

    Essa história de ser "madura" é muito difícil mesmo. Você resumiu em um texto o que todo mundo sente!


  2. Ser verdadeiro não é se expor, é ter coragem de ser o que se é.
    Bom carnaval.
    Bjux


  3. .:*Aline*:. Says:

    Que nos aceitem como somos... com fraquezas e virtudes! Pq essa ditadura da perfeição o tempo todo?! Chega disso. Desligar-se um pouco e se recolher é preciso. Impossível ser 100% o tempo inteiro.
    Adorei o post.
    Bjus


  4. Calunga Says:

    Já fiquei (acho que todos nós) preocupado se meus pensamentos pudessem ferir alguém ou mesmo ir de encontro ao que a grande maioria prega por aí. Mas o amadurecimento nos faz cada vez mais SERMOS... nos faz não preocupar mais com o que qualquer outra pessoa possa dizer a respeito do que pensamos. Viva e deixe viver. sds,